Laércio e Márcia

Quando fui fazer as fotos desse casal lindo, da Márcia e do Laércio, estava com uma expectativa de que eu aprenderia muito, como em todos os trabalhos de fotografia que faço.

Mas esse foi especial.

O amor que envolve os dois é algo sublime. Companheirismo, cumplicidade..

É como se os dois fossem um.

Cada click era inspirado por um amor que não se pode descrever.

E em cada foto, ia sendo revelado significados únicos, de um momento tomado pelos sentidos que só o amor traduz.

Até que na ultima foto, um pequeno brinquedo, dos meus tempos de criança, fechou com chave de ouro esse significado todo: um catavento..

O vento… e o catavento..

Duas pessoas, que se tornaram uma, soprando na mesma direção…

É por isso que o catavento gira.. porque o vento move suas pás.. Mas imaginem duas pessoas, soprando uma de cada lado? Ele ficaria totalmente parado.. ou então, viraria cada hora para um lado, dependendo da força do sopro..

Mas quando a Márcia e o Laércio pegaram o catavendo nas mãos, e começaram a soprar, eles sopraram juntos, para o MESMO lado..

Acho que não tem muito o que falar depois dessa cena!

É assim que vejo esse casal lindo que tem me ensinado tanta coisa sobre SER UM SÓ..

O amor existe. Embora muitas pessoas não acreditem mais nele.

Ele existe. E não é como nos sonhos ou contos de fadas, perfeito e cheio de encantos.

O amor, é o que faz com que duas pessoas totalmente diferentes, com sonhos e educações diferentes, convivam em harmonia construindo elos e afinidades, que nada é capaz de romper. Com pode? É que o amor consegue ver todos os defeitos, mas ainda assim, pega as qualidades e monta o quebra-cabeça dessa viagem chamada VIDA!

Apreciem!

 

 

Anúncios