Tatiana + Leandro: a espera de Rafaela! {Ensaio Gestante} | Bauru-SP

Fico imaginando o coração do pai.

A emoção da mãe carregando outra vida dentro de si é indescritível.

Mas eu fico imaginando, como é para o pai.

O Leandro é piloto de avião. E como eu amo voar, sei bem a sensação que é estar lá em cima, muitas vezes acima das nuvens, contemplando a imensidão do mundo, como que com asas próprias. Asas que nossos olhos não podem ver, mas o coração sente.

A sensação do alçar voo. A sensação do subir mais alto. A sensação do observar tudo do alto. É lá de cima que a gente percebe o quanto nosso coração é grande. Envolvemos tudo.

Voar é mesmo maravilhoso.

O coração que dispara quando o motor do avião acelera. O frio na barriga, a expectativa de chegar.

Acredito que isso é o coração de um pai, que junto com a mãe, espera.

Quando o amor transborda, em forma de outra vida, tudo muda, em tão pouco tempo.

Não estou falando das formas da mulher (que pra mim, é a mais sublime quando está gerando outra vida) mas os corações mudam.

Tudo se multiplica. Tudo se renova. Tudo se transforma.

Os espaços, os sentimentos, os cuidados, os planos. O futuro.

Um futuro que está bem pertinho. Um sonho que está mais do que presente.

A Rafaela já é amada mesmo sem ter estado em nenhum momento ainda nos braços dos seus pais.

E é exatamente aí que entra a quebra da regra de que todo mundo precisa ser conhecido a fundo para ser amado.

A Tati e o Leandro amam a Rafaela sem ainda sentir o cheirinho dela. Eles a amam, mesmo antes de tocá-la.

Ela já é extremamente amada antes mesmo deles conhecerem todos os detalhes do seu rostinho.

Eis um grande mistério. Como pode tanto amor?

Explico. Ou tento explicar: o amor não precisa de lógica. Ele não precisa de provas físicas. Muito menos de tempo.

A vinda de uma criança não é um começo. É um recomeço. Para todos.

Bem característico do amor! Recomeçar, porque ele quando existe, sempre existe.

E é assim, lá dentro da barriga linda da Tati, que a Rafaela já me ensina tanto.

Você ama alguém por esse alguém existir.

Você ama alguém por esse alguém ser. Não importa como.

E se a Rafaela já é tanto para a Tati e para o Leandro, desde a 8 meses atrás, o que significa pra você todas essas pessoas maravilhosas ao seu redor? Muitas delas muito conhecidas, outras ainda nem tanto.

Mas elas são. E estão. Isso basta.

Mas o que é mesmo o tempo para quem ama uma vida tão esperada?

Para esse casal tão lindo, a espera pela Rafaela só os faz cada vez melhores, não para si mesmos, mas para ela. Para essa princesa que vem daqui há alguns dias, direto para os braços dos dois.

Então por que a gente, agora, não aprende com ela, e começa a amar de verdade os presentes que Deus nos dá, que são as pessoas a nossa volta?

Que a gente possa ser melhor não para nós mesmos, mas para alguém.

E que o amor possa ser realmente amor. Profundo. Verdadeiro. Sem reservas. E sem tempo!

O tempo determina acontecimentos. O amor determina quem somos.

O amor é hoje. Ele é o motor da vida. Que nos leva pra frente, que nos faz acreditar e sonhar, cada vez mais. E mais ainda: é o amor que nos faz chegar até onde nossos sonhos estão. Ele é a nossa força. O amor é a coragem que levamos pra onde formos, dentro e fora da gente.

Rafaela, obrigada por  fazer parte!

Aos papais, obrigada por me convidarem a fazer parte. É com o coração de vocês, da mãe e do pai que são, que eu conheço desde já a Rafaela.

Olha só como o amor transborda…

Neste dia aprendi muito mais do que eu poderia imaginar que aprenderia numa tarde. Que bom é compartilhar!

 

 

Anúncios