Micheli + Gildazio + Arthur + Gustavo {Ensaio de Família} | Bauru-SP

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (9)

Quando você olha uma fotografia, o que você sente? Se disser que sente um friozinho na barriga, que ela despertou em você um sorriso, uma lágrima, qualquer sensação que seja, então esta fotografia contou uma história direto para seu coração.

Todos os dias, abrimos e fechamos os olhos. E com isso, fazemos milhares de milhares de fotografias. Imagens que, com nosso olhar próprio, vão ficando gravadas dentro da nossa mente, as quais permitem que a gente construa nossos alicerces, nossos caminhos, nossas jornadas, reconhecendo valores, edificando princípios, unindo laços.

Mas quando algumas destas imagens se tornam fotografias palpáveis, um novo mundo se abre. Tenho aprendido tantas coisas nesse mundo mágico da fotografia. E hoje quero compartilhar algo muito único.

Não é a foto que causa emoções em nós. Não, eu não estou louca! Vou explicar.

Eu passei o tempo todo editando as fotos deste ensaio, simplesmente sorrindo. Em todo o tempo. Sentindo emoções maravilhosas, de cada segundo que estive naquela tarde com esta família maravilhosa.

E se alguma destas fotos te despertar pelo menos um sorriso, entenda, não é a fotografia em si. Mas o momento vivido. 

A fotografia, como diz um grande fotógrafo que admiro, é uma máquina do tempo. Ela é de um valor imensurável por causa disto. É através dela que emoções não podem ser esquecidas jamais. É através dela, que você pode transladar para qualquer canto do mundo ou para qualquer momento, e sentir coisas que sentiu há anos atrás. Mas ainda há algo mais surpreendente que tudo isto:  é através da fotografia, que você vive histórias as quais nunca ouviu falar antes, e sente. Sente a emoção, o carinho, sente a vida.

A fotografia permite que você viva outros mundos, sem nunca ter estado neles.

E é tudo isso que a gente vive, ou o que a fotografia nos leva a viver, que nos emociona. É isso que toca nosso coração. É como um piscar de olhos em câmera lenta. 

A gente bate os olhos em uma foto, e ela fala conosco. Move tudo dentro da gente. Tudo por causa do que se viveu. Um momento que foi vivido com amor, com ternura, com alegria, com intensidade, seja com lágrimas ou com sorrisos. Seja seu momento, ou um momento de outra pessoa. Uma fração de segundos no tempo, em que corações batem, pássaros cantam, músicas tocam, mãos são dadas, pessoas se abraçam, almas se encontram. É isso que faz uma fotografia ter vida. É isso que faz seus olhos brilharem e seu coração bater. É viver a vida propriamente dita. Não só a sua, mas todas as vidas à sua volta.

Essa família linda me ensinou isto. Estar com eles foi como parar o tempo, e vivê-lo intensamente, como só houvesse aquele tempo. E só havia mesmo. Um tempo preparado por Deus para a vida deles encontrar a minha, e para a minha vida fazer parte da deles. Para que aqueles sorrisos, carinhos e ensinamentos fizessem transbordar meu coração.

É algo inexprimível. Pessoas as quais eu nunca havia visto antes na vida, se tornando indispensáveis para sempre. As vezes, penso que isto é um mistério. Outras vezes, penso ser um milagre. E outras ainda, penso ser a chave para tudo. 

Uma aliança que por causa da fotografia, nunca mais vou esquecer. Não só a fotografia que se faz através de uma máquina mas a fotografia dos meus olhos, impressas no meu coração. Essas são eternas. E viver a intensidade de cada segundo ao lado de cada vida linda como a deles, me faz crescer em alma!

Cada dia mais eu percebo que fazer parte, não é só conhecer novas histórias. É ser mesmo parte delas. Amar cada uma. Viver cada uma. Com todo o carinho que possa existir dentro do meu coração.

Fotografar é fácil. Mas a diferença está em saber contar histórias. E só aprendemos isto quando vivemos cada uma delas. E nada melhor do que um coração disposto para isto acontecer. 

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (2)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (10)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (1)

blog-camilla-resta-ensaio-familia-horto-sp-bauru

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (4)

blog-camilla-resta-ensaio-familia-crianças-horto-bauru

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (7)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (3)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (8)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (11)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (12)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (15)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (16)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (17)

blog-camilla-resta-ensaio-familia-horto-bauru-sp-fotografa-externo

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (19)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (20)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (24)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (25)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (26)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (27)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (28)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (29)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (30)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (55)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (31)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (32)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (33)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (35)

blog-camilla-resta-ensaio-familia-horto-bauru-sp-fotografa-externo-amor

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (39)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (40)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (41)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (43)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (44)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (47)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (46)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (45)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (42)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (48)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (49)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (50)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (52)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (56)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (53)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (54)

BLOG-camilla-resta-ensaio-familia-fotografa-bauru-sp-crianças (51)